1 de outubro de 2007

Tropa de Elite


Osso duro de roer, pega um, pega geral, também vai pegar você. Esses dias quase perdi grana apostando que essa música era do Charlie Brown Jr. [Beeeeep] A resposta correta estava na sabedoria do meu irmão mais novo: Tihuana. A infame banda que vê duendes e gnomos, alguém mais lembra?

Enfim, o fato é que esta música que teve fama, sucesso, dinheiro e glória um tempo atrás, agora está de volta graças ao estrondo pré-lançamento do filme "Tropa de Elite". Pra variar, eu sempre sou uma das últimas a saber das coisas que acontecem no meu próprio país. Culpa do meu idiota interesse pela cultura globalizada (Maldita internet e sua acessibilidade!).

Quem dirige é José Padilha
Tropa de Elite é o novo filme do José Padilha. Esse José Padilha é um cara interessante. Querendo saber mais do filme, comprei a revista Época que estampa imagens do longa na capa. Lá, descobri que o diretor é o cara responsável por "Ônibus 174", que é um documentário retratando aquele infeliz episódio do sequestro do ônibus no Rio de Janeiro. Diz a revista que o cara é super estudioso e detalhista nos projetos dele. Bom, pela repercussão do ainda nem lançado "Tropa de Elite", ele deve ser bom mesmo. Se quiser saber mais sobre ele, achei essa ficha técnica aqui sobre ele. Eu sempre gosto de ver a cara de quem pensa os filmes, dá uma nova dimensão no pensamento da coisa como uma obra de alguém.

Sobre o filme
O filme trata do dia a dia dos "polícia". Principalmente do BOPE - Batalhão de Operações Policiais Especiais). Aí entra aquela coisa toda de corrupção, tráfico, tiroteio, violência, mortes e, ao que consta, gente honesta.

O negócio todo em cima desse filme é o bafafá sobre a desonestidade dos PMs, o excesso de violência e sangue e a suposta supervalorização do BOPE. Chegaram a entrar com uma ação judicial pra impedir o lançamento do filme, mas não deu em nada. Parte da polícia ainda tá bem fula com o que o filme retrata. Recado pros amigos preocupados com a imagem da corporação: é uma obra de ficção.

Super pirata
Uma das coisas mais curiosas em relação a esse filme, é o interesse do público. Assim, oficialmente ainda não foi lançado. É exibido apenas em Jundiaí - SP, em sessão única e com o único intuito de estar em cartaz antes do vencimento do prazo pra entrar no Oscar desse ano. O plano do Oscar falhou, quem vai é "O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias". Já teve também a premiere lotadaça no Rio de Janeiro. E antes disso tudo, versões piratas já tavam circulando nos camelôs e na internet. É meio contraditório um filme tão esclaceredor ser alvo de pirataria, que é tão ilegal quanto algumas das barbaridades retratadas na trama. Eu ainda não vi e faço questão de esperar entrar em cartaz nos cinemas. Pensei em ver via internet, porque, afinal de contas, pra nós que estamos aqui, sempre online, é até banal fazer download disso e daquilo, ver se é bom, se não é... Essas coisas. Esse filme merece um pouco mais. Não vai ganhar Oscar, mas vai ganhar um respeito fudido. Dia 12 estarei presente em algum cinema da capital cearense. Até porque, ver o Wagner Moura na tela grande deve ser bem mais emocionante que na minha telinha de 15" do laptop.

Veja o trailerzão agora:



Site Oficial do Filme
www.tropadeeliteofilme.com.br

Um comentário:

Euclides Vega disse...

Joey!!

gostei muito da postagem, e mais, gostei da atitude, esperamos o filme nos cinemas... por sinal, crê que ele vai vender bem, ou mal?? beijos

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru