30 de abril de 2008

Uh! Terror! Ronaldinho é cheirador


Ai, ai, ai. Palhaçada nacional tem sempre que ser com jogador de futebol, né? Fui averiguar nos sites de notícia por ae pra ver se entendo que caralhos (sacou o trocadilho?) aconteceu com a noitada do Ronaldo Fenômeno. Entendi. E explico:

Depois da vitória do Fla contra o Botafogo, Ronaldo saiu pra comemorar na buátchi 021. Lá, encheu a cara de bebida, provavelmente uísque (ele tem cara de quem bebe uísque). Depois saiu a caça. Literalmente. Ao ver uma morena gostosona numa esquina tentando ganhar uns trocados, chamou a moça pra entrar no carro.

"Oral é R$ 30, sexo no carro é R$ 50 e uma hora comigo é R$ 100"

Os dois foral para um motel e de lá, a suposta gatcheenha chamou mais duas amigas pra participarem da festa. A moça ficou toda entusiasmada por se tratar do Ronaldo. Quando as outras duas chegaram e não estavam tão bem montadas como a que atendia pelo nome de Andréia Albertine, Ronaldo e sua ótima percepção notaram que eram todas travas.

Até aí a história dos travecos e do Ronaldo batem. O problema é daí em diante. Vamos as versões:

#1 Versão Trava
Segundo as travas, Ronaldo sacou que as duas que chegaram depois eram homens, mas ainda achava que Andréia era mujer. Mas não se importou. Comeu todo mundo assim mermo e quis ficar sozinho co Andréia, despachando os outros dois pra comprarem drogas e voltarem. Segundo Andréia, Ronaldo pagou R$300 pelos serviços e deu R$1000 pra trazerem cocaína. As duas bonitas que não são nada bobas, deram no pé.

Sendo assim, Ronaldo achou que não precisaria pagar os serviços de Andréia e já tava saindo quando se deu o bate-boca na portaria do motel. E olha que antes ele disse pra ela: "Relaxa, gata, dinheiro não é problema pra mim". Daí, a trava esperta gravou um vídeo e o negócio foi parar na delegacia.

#2 Versão Advogado do Ronaldo
Depois que Ronaldo percebeu que eram homens, ficou frustrado. Então, os travestis ofereceram cocaína ao craque, mas ele disse não porque não se droga e sabe que é exemplo de vida para criancinhas. Então, Ronaldo deu R$1000 para cada trava. Mas, segundo ele, elas se viram numa posição bacana e tentaram extorquir o pobre jogador que acabou sendo vitimizado.

A versão do Ronaldo é tão história pra boi dormir que mesmo se as travas estiverem exagerando, não importa. Acredito nelas. E o caso tá repercutindo bonito. Já tá estampando jornais espanhóis e surgem boatos de que Ronaldo perderá o contrato. A namorada, coitada, essa fez as malas e se mandou pra casa dos pais em Brasília e olha que eles tavam juntos desde o ano passado. Mas, no caso dela, qualquer versão serve. O cara traiu ela com travecos. Ok? Volta pra Brasília feliz, cara. Antes só do que com um cara que pega trava e se recusa a pagar.

Agora, gente, por favor. A Andréia Albertine deu uma entrevista pra Folha de São Paulo. Tá nesse link aqui e ela dá inclusive os preços dela. Adoreeeeei. Finalmente um escândalo decente. Podíamos chamar o Ronaldinho de Ronadinho Escândalo ao invés de Fenômeno. Porque de fenomenal ele não tem nada...

E aqui, a cobertura da Band, que acredita no Ronaldo, na polícia e em Papai Noel.

Um comentário:

mariana disse...

Sinceridade, eu acredito no Ronaldo. Só não entendo como ele não notou que era traveco, mas devia ser por causa da cana. Além disso, gostei que ele disse logo que foi pegar prostituta mesmo. Pior o povo que fica falando que foi armação de ex. Mas ri litruz com a entrevista aí.

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru