12 de agosto de 2008

Christiane F., 46 anos, drogada mas não prostituída



Aquela que aos 13 anos se prostituía para manter o vício em heroína, fez história e dinheiro contando a história em livro e o livro virou filme. Lembra? Ela é alemã, tá com 46 anos e pasmem, tá tendo recaídas.

O negócio foi mais ou menos assim: Christiane sempre teve medo das recaídas e por isso tomava metadona todo dia (que é usada no tratamento de pacientes dependentes de heroína e tal). Um tempo atrás, ela e o namorado entraram numas de fugir pra Holanda, levando o filho de 11 anos da Christiane junto. Quando o plano chegou ao conhecimento das autoridades (quem caguetou ela, cara?), eles resolveram impedir e cataram o menino. Chritiane, muito descolada, sequestrou o moleque e foi pra Amsterdã.

Parece que foi lá que ela voltou a consumir heroína. Provavelmente depois que brigou com o namorado e ficou sem rumo, né? Ela acabou voltando pra Berlim, mas só fazendo merda. No caminho de volta, no trem, ela já entregou o menino de volta as autoridades.

E ela tá lá, em Berlim. Segundo conhecidos, ela tem frequentado uma praça de junkies e anda procurando as antigas amizades. Christiane tá desempregada, sem o filho e preocupando a mãe, que não sabe o que fazer pra ajudar a pobre junkie de 46 anos. Pelo menos ela ainda tira alguns trocados com os royalties do livro. Não precisa mais se prostituir, né, Chris?

Pra quem nem lembra dessa história, clica aqui pra ler o wiki, aqui pra ler sobre o livro e aqui pra ler sobre o filme.

Fonte: MSN

5 comentários:

Gilmore Guy disse...

Cara, que foda a história dela depois que tudo passou. É impressionante como o vício prevalece e consegue ser mais forte que ela até hoje.

Mas sem dúvida, Christiane F. é um grande livro e um grande filme.

Mariana disse...

nunca li o livro ou vi o filme, mas sei que o livro tem referências a canções do bowie e a trilha do filme é dele. mas tenho pena do guri.

Felix disse...

Tadinha dela! Se lá tivesse pixelsinc, néam, quem sabe...
Blog super transado, Joey.
^^

Cristal - a louca. disse...

Cara, minha mãe me deu esse livro quando eu tinha uns 14 anos para ver o que as drogas faziam com uma pessoa e tals. Punk a história dela.

Já está linkado ^^

Beijundas ^^

gustavo disse...

ASSISTI ESSE FILME MIL VEZES ELA AINDA ESTA NISTO E SABE Q NAO É BOM PRA ELA SE ELA NAO LARGAR ENQUANTO É TEMPO VAI MORRER É A REALIDADE

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru