10 de dezembro de 2007

Meu herói de reality shows: Blake Lewis


Reality shows são a minha porcaria televisiva preferida. É meio que uma vergonha televisiva, pra falar a verdade. Mas, eu gosto de ver pessoas reais na tela da tevê, por mais que isso diminua o valor da produção e que faça parecer que qualquer um possa ter bem mais de 15 minutos de fama.

Bom, então... O assunto aqui é "American Idol", a versão de respeito de "Ídolos" do SBT. Acho engraçado porque parece que brasileiros não acreditam muito nesse formato de programa e acaba que só sai porqueira deles. O único reality show que deu certo no Brasil foi o Big Brother mesmo (que aliás, eu adoro).

No American Idol que foi ao ar esse ano, Blake Lewis ficou em segundo lugar. Quem ganhou foi a fofa da Jordin Sparks (de meros 17 anos). Mas, o Blake tem todo esse quê a mais que todos os outros participantes: além de cantar bem, dançar a la Timberlake, ter um um look modernete e ser lindo, ele foi campeão estadual de beat boxing (que nada mais é que fazer aqueles barulhos hip-hopescos com a boca e mão, é meio que um remix humano - adoro minhas descrições bizarras). Ou seja, ele não vai ser mais um cantor de baladas saído do American Idol, ele vai ser pop. Porque é de pop que o povo gosta.

O programa parou de passar em maio desse ano nos Estados Unidos e foi transmitido no Brasil pelo canal Sony. Desde então, Lewis participou da tour dos Idols e começou a gravar o seu primeiro álbum. E este bendito disco, chamado A.D.D. - Audio Day Dream, saiu agora, em dezembro. Na verdade, o primeiro single foi lançado em meados de outubro, e se chama "Break Anotha". Tem beatboxing, tem batidão e é super dançante. Gostei.

E já saiu até um clipe pra essa música. Mas, por mais que eu adore o Blake, tenho que ser sincera. Gente, o vídeo tá um cocozão. Sério. Uns efeitos tosqueiras demais. Será que a verba era curta? Melhor seria se tivesse só ele cantando mermo. Digo logo. É tipo ele cantando com os fundos do Windows Media Player, intercalado com imagens de um casal tosquinho. Fraco.



Agora, engraçado que esse vídeo só foi postado via Daily Motion You Tube. Não consta nem no site oficial e nem no MySpace dele. Será que vão fazer um melhorzinho? Assim espero, amém.

3 comentários:

Eduardo disse...

O mesmo referencial de tosqueria nas versões brasileiras vale para o europeu "Operacion Triunfo", o qual eu sou completamente fã, experimente.

E sobre o Blake Lewis, dizem as más línguas que ele queima. Mais pop impossível. Ótimo.

Anônimo #2 disse...

ele tá tão bonitinho nessa foto, mas lembro que ele era estranho na tv, sei lá


só sei que ele falou da britney e tal, dizendo que erameio dificil fazer um cd ruim com o $$ que ela tem pra gastar com ele

então, senti uma pontada de inveja, resultando em você estar correta qnto a elenão ter verba pra porr anenhuma, bem feito, vai ficar usando lingu aferina enquanto não é nem famoso, se fudeu

K.beto disse...

Seus comentários são ótimos! O do clipe então... Já me indicaram o Blake, mas ainda não o escutei. Vou tomar vergonha e fazer isso!

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru