28 de dezembro de 2007

Continuando: Música boa não toca na rádio

Então. Lá vem. Meu top 4 de 2007. O povo que eu ouço non-stop e tô viciadita. São eles:

#4
We Are Scientists

Meu, descobrir bandas vendo os clipes durante o intervalo na Sony é o que há de melhor e mais moderno. We Are Scientists veio pela Sony, enquanto via algum seriado dos vinte mil que eu assisto. Melodias fodonas e chicletentas que não são chatas, mesmo se ficar ouvindo o tempo todo. Tanto, que eu usei a música "Nobody Move, Nobody Get's Hurt" quase o ano todo como toque de celular. Aliás, era ótimo, porque já começa pancadão. Morria de levar susto. Eles são 3 rapazes de Nova York, todos fofos, com cabelinhos indie, caras de nerd. Até porque, olha o nome da banda, né? Pra quem gosta de Interpol, Strokes e afins é muito bom.


#3
Reverend and the Makers

Imagina uma banda com um vocalista com um ego do tamanho do do Liam Galagher, a sonoridade do Arctic Monkeys com uma pitada de Klaxons e batidinhas eletrônicas, com vocal masculino e feminino e com letras revolucionárias. É mais ou menos isso. Já falei sobre eles aqui no blog, cara. Acho que eles tem tudo pra estourar bonito em 2008 e serem a próxima grande banda britânica. Sotaques foda. E é de dançar. Começa com "Bandits", mas ouve o resto também porque é tudo muito bom.

#2
Yelle

Cara, Yelle. Revolucionária tecktônica francesa. Já postei sobre o movimento em geral, falando dela também. O álbum dela é uma coisa meio M.I.A. com mais graciosidade, uma coisa de francesa, sei lá. É electro. E não é tudo batidão a la tecktonik, viu? O povo é que remixa e deixa tuntsitum. Eu nem falo francês, mas adoro ficar ouvindo e já quero aprender. Yelle é tudo de bom. Dá pra dançar com ou sem remix e ouvir todas as faixas do álbum seguidinho sem cansar. Começa pelo hit dela "A Cause des Garçon".

#1
Mark Ronson

Ele é lindo, inglês, é DJ, produtor e é foda. Não tem pra ninguém. Embora eu discoteque também, não sou de ficar admirando trabalho de DJ, salvo raras exceções. Os remixes do Mark Ronson são originais, leves, gostosos de ouvir e ainda dá pra ouvir o vocal. Batidão jamais! O negócio é fazer coisas limpinhas. Salve, Mark Ronson. Ouço o último álbum dele 10 vezes seguidas e não enjôo. Recomendo e muito. Começa com a versão de "Oh My God" do Kaiser Chiefs cantada pela Lily Allen, ouça obrigatoriamente "Valerie" com a Amy Winehouse e a fabulosa versão low profile de "Toxic".
MySpace | Site Oficial | Wikipedia | Vídeo de "Valerie"

Pronto, gente. Escutem tudo e me digam se não é tudo excelente. Eu não recomendo porcaria não, cara. Ha ha ha! Vocês deviam fazer a lista de vocês também e me dizer.

3 comentários:

romullo disse...

foi por pouco, quase que Yelle ganha!
o/ o/

Jackson Jr. disse...

ai, como tu é indie, beibe.
=***

Phelipe disse...

alguem me responde pq gnt q canta coisa alternativa eh sempre feio, mal vestido, bizarro ou os tres juntos?

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru