7 de janeiro de 2009

Diva & Me


Acabei de voltar do cinema. Assisti Marley e Eu, um filme com a cara da sessão da tarde sobre as maravilhas e os desastres de se ter um cachorro. Eu não li o livro, mas só por tratar de caninos, já achei que era parte do público. 




É uma história simples, bonita e bem contada baseada no livro e na vida real do autor, John Grogan que comprou um filhote de labrador em promoção para adiar os planos de ter filhos e se acostumar a ter alguém pra cuidar. O filhote cresce e vive com a família, fazendo tudo que filhotes fazem: o caos. Pra quem gosta de cachorro e um filme lindo e faz chorar. Mas faz rir também. As danações do cãozinho Marley são muito fofas e engraçadas.

Essas coisas que cachorros aprontam são muito boas pra lembrar e rir, mas na hora é tão... Ai, só lembro da minha Diva divina e das poucas e boas que ela já aprontou: quase se afogar na piscina aos 2 meses de idade, caçar chicletes no lixo e aparecer com vários deles grudados no pêlo, atacar criancinhas, correr atrás de toda e qualquer bola que visse pela frente, destruir uma caixinha de DVD alugado... ai, são tantas lembranças divertidas.

Já vejo Marley e Eu como um dos próximos grandes hits da Sessão da Tarde da Globo. Clássico. Lindo. Fofo. Recomendo. E, se não ficou claro, vou deixar: este post é totalmente dedicado a minha Diva que está aqui do meu lado agora deitada na minha cama com seu cabeção na minha linda, nova e cara almofada verde. Pilantra!


3 comentários:

ela disse...

Não quero ver, choro muito quando os cães morrem.
Todos vão para o céu, certo?

Robs disse...

Ja li o livro e to louca pra ver o filme...
Tenho um labrador tb e super me identifiquei.
Que bom q vc falou bem do filme, geral tá descendo a lenha...
beijocas

Igor disse...

sinto que esse post tb foi pra mim

by TemplatesForYou-TFY
SoSuechtig, Burajiru